A chegada da internet  modificou definitivamente o  jornalismo. A constante necessidade de localizar a informação de uma forma rápida e segura – tarefa diária de todos os jornalistas do mundo – encontrou na Internet um campo fértil, mas cheio de armadilhas. Veja por exemplo estes dois sítios. Aparentemente, os dois tratam da “Casa Branca” – sede do poder executivo dos EUA:

White House: http://www.whitehouse.gov/

White House: http://www.whitehouse.net/

Para evitar estas e outras armadilhas, que devemos ter muito cuidado quando utilizamos informação da Internet. É fácil ser enganado por páginas com aparência de seriedade. E esse engano, quando ampliado por um órgão de comunicação social, pode tornar-se bastante grave.

O teste do link deve ser um dos primeiros a serem feitos, quando queremos saber se uma determinada página é reconhecida por outros como tendo algum valor. Para fazermos esse teste, é preciso acessar um motor de busca, como o Google. Aí, na janela de pesquisa, escrevemos a palavra link, seguida de dois pontos e do endereço do sítio que queremos verificar. O resultado nos dará o número de páginas que possuem links para o sítio que queremos verificar. Se experimentarmos escrever link:uol.com.br, por exemplo, verificamos que há mais de mil páginas com links para esse portal.

Fiabilidade da informação online

Tal como acontece com todo o tipo de informação que é utilizada por um jornalista, também a informação online deve ser verificada cuidadosamente para avaliar da sua veracidade. Não nos esqueçamos que na internet, ao contrário do que acontece com os outros meios de comunicação, todos podemos ser editores e colocar online o que desejarmos.

Existem na internet algumas dezenas de sítios com regras para avaliar a informação colocada online. A lista de algumas destas páginas, está no fim deste texto. Mas quais são os critérios básicos que devem orientar minha pesquisa e avaliação dos dados obtidos?

Critério 1: Autoridade

1. É claro quem é o responsável pelos conteúdos da página?

2. Há um link para uma página que descreva os objetivos da organização que patrocina a página?

3. Há uma forma de verificar a legitimidade do patrocinador da página? (há um número de telefone ou endereço para fazer mais contatos?).

4. É claro quem escreve o material e quais são as qualificações do autor?

5. Se o material está protegido por direitos de autor, o nome do proprietário está explícito?

Critério 2: Precisão

1. As fontes de informação estão referenciadas de forma a permitirem verificação independente?

2. A informação não tem erros gramaticais, ortográficos ou tipográficos?

3. É claro quem é o responsável último pela precisão da informação fornecida?

4. Os gráficos e as tabelas são fáceis de ler?

Critério 3: Objetividade

1. A informação é prestada como serviço público?

2. A informação está livre de publicidade?

3. Se há anúncios, eles estão claramente identificados?

Critério 4: Atualidade

  1. Há datas que indiquem:
  • a) a data em que a página foi escrita?
  • b) Quando é que a página foi colocada online?

c) Quando é que a página foi revista pela última vez?

2. Há outras indicações que nos permitam concluir que o material é atualizado com frequência?

3. Se a informação é publicada em diferentes edições, conseguimos saber de que edição se trata?

Critério 5: Cobertura

1. Há uma indicação de que a página já está terminada e que não está ainda em construção?

2. Se existe um texto impresso equivalente à página web, há indicação clara de que a versão na internet está completa ou que é apenas uma parte?

3. Se o material provém de uma obra escrita há já algum tempo, houve algum esforço para o atualizar?

LEITURAS:

ALEXANDER, Jan e TATE, Marsha Ann, Evaluating Web Resources. Disponível em: http://www2.widener.edu/Wolfgram-Memorial-Library/webeval.htm. Acesso em 26/03/2007

Evaluating Internet Sites. Disponível em: http://www.lib.purdue.edu/ugrl/staff/sharkey/interneteval/index.html. Acesso em 26/03/2007.

SMITH, Alastair G. “Testing the Surf: Criteria for Evaluating Internet Information Resources” The Public-Access Computer Systems Review 8, no. 3 (1997). Disponível em: http://epress.lib.uh.edu/pr/v8/n3/smit8n3.html. Acesso em 26/03/2007.

TILLMAN, Hope N. Evaluating qualitiy on the Net. Disponível em: http://www.hopetillman.com/findqual.html. Acesso em 26/03/2007.