Apesar de não acreditar em fórmulas ou modelos prontos, preciso aqui deixar algumas orientações para meus alunos de como se escreve para a web. Existem vários modelos e textos que podem auxilia-los neste começo.Um texto pioneiro foi o Manual de Jornalismo na Internet, criado online pelos professores Marcos Palacios e Elias Machado em 1996, que hoje continua disponível e oferece um panorama do jornalismo na web em seus primórdios, de interesse histórico. Existe ainda o material criado pelo governo do Estado de S. Paulo, que traz, entre outras coisas, o livro do Bruno Rodrigues (webwriting).

O blog Jornalismo e Internet lembra outros exemplos que servem como referência quando se trata de normas de redação jornalística para a rede: o AP StyleBook, da Associated Press, além de livros especificamente voltados para normas de redação para web, como o Guia de Estilo Web, de Luciana Moherdaui.

O jornal argentino La voz del Interior incluiu em seu manual de redação um capítulo dedicado a regras de escrita jornalística para a web. O veículo visa aplicar as normas em seu site. Esse é o primeiro diário a incluir o meio digital no livro de normas e estilo, segundo o e – periodistas.